sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Filme: Mad Max: Fury Road

Nenhum comentário


Mad Max
(Mad Max: Fury Road)

Ano: 2015
Duração: 120 minutos
Gênero: Ação , Ficção científica
Pontuação:  ** ( 3/5 )

"Após ser capturado por Immortan Joe, um guerreiro das estradas chamado Max (Tom Hardy) se vê no meio de uma guerra mortal, iniciada pela Imperatriz Furiosa (Charlize Theron) na tentativa se salvar um grupo de garotas. Também tentanto fugir, Max aceita ajudar Furiosa em sua luta contra Joe e se vê dividido entre mais uma vez seguir sozinho seu caminho ou ficar com o grupo. ."

(Sem SPOILERS! )

Caio chegou aqui em casa outro dia com a proposta de assistirmos alguns dos filmes do Oscar. Topei ciente da diferença desse tipo de filme para os que estou acostumada (Sessão da Tarde, Musicais, Romance histórico, coisas lineares etc.), estava com a mente aberta para aceitar qualquer coisa que viesse. Mas acho que não estava pronta para Mad Max.

Também é importante dizer que começamos o dia assistindo ao Regresso, e seguimos com Mad Max sem pausa. Foi tipo uma maratona bem loucona, porque sinto que até hoje estou aqui tentando digerir e interpretar a intensidade desvairada de Mad Max.



Ainda estou hesitante com a terceira estrela. Talvez devesse ter dado só duas. (Veja bem, dei 3 estrelas pra Colina Escarlate, e que achei bem melhor) Não foi um filme que me divertiu, mas que, sem sombra de dúvidas, me transtornou. Confesso que passei maior parte da trama desejando que esse fosse um filme sobre Furiosa, uma personagem que nos trás seu passado, seu presente e ainda conseguimos delinear seu futuro. Essa foi uma das poucas coisas que consegui encontrar de linear no filme. A única personagem capaz de causar aquela mínima identificação que os personagens, vilões ou mocinhos, deveriam provocar em quem assiste.

A 'fotografia' do filme é maravilhosa, e esse foi um motivador de uma das estrelas dadas. O uso das cores, a grotesquidade das coisas, a maquiagem dos personagens, os poucos momentos de calma em que podemos contemplar o background com certeza valem a pena. Se eu fosse melhor desenhista, ou pelo menos mais dedicada, certamente pegaria algumas screenshots desse filme para estudar tonalidade e combinação de cores!


Mas acho que dessa vez é só isso que tenho a dizer sobre o filme. Não gostei, nem desgostei, e não sei exatamente o motivo para além da história que não me cativou, os personagens que não gostei, não ter assistido aos filmes passados, o ritmo desnorteado que não dava tempo de capturar e refletir sobre os personagens, a quantidade de pontos sem nós na história e a narrativa incomum. Não vou me delongar mais sobre Mad Max, mas sinto que uma lore melhor explorada teria dado um filmaço sobre o mundo, suplantando os personagens vazios.

Nenhum comentário :

Postar um comentário